quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Ide

Esse ano estou estudando para o vestibular e tive vários simulados. Num deles, em um domingo, eu estava meio triste, já pelo cansaço de estudar todos os dias; chegar no domingo e ainda ter que fazer mais exercícios, pensar que o ano ainda não acabou e que as férias ainda vão demorar um pouquinho para chegar... tudo isso estava me deixando meio "pra baixo". 

Quando terminei o simulado, voltei andando pra casa. Eu tinha uma garrafinha de água (pela metade, que foi o que sobrou depois do simulado). Mais à frente vi um homem sentado no chão pedindo dinheiro para o seu lanche. Fiquei mais triste ainda quando vi que várias pessoas desviavam e algumas nem enxergavam o homem.

Quando cheguei mais perto, ele me pediu dinheiro também. Eu realmente não tinha para dar, mas olhei pra minha garrafa, com aquela quantidade de água, que para mim era tão pouco! Olhei pra ele e disse que não tinha dinheiro, mas que tinha a garrafinha. Ele pegou com tanta vontade que aquilo alegrou meu dia. O sorriso no rosto daquele rapaz e a frase que ele me disse ficaram na minha memória: "Muito obrigado moça. Essa água vale muito pra mim." 

Fiquei pensando: Jesus é a água da vida. Quem bebe dessa água nunca mais terá sede. Aquela garrafa pela metade não é muita coisa, mas ajudou a matar a sede daquele homem. Essas pequenas ações são muito valiosas, e Jesus pode dar a todos nós mais do que isso, mais do que uma simples garrafinha de água. Jesus pode fazer mais por ele. 

Pense no que Jesus tem feito por você, no que tem feito pelas outras pessoas. Mais do que isso, comece a agir como Jesus. Pense em ações que possam fazer a diferença para as pessoas e as coloque em prática no seu dia a dia. Jesus sempre nos dá oportunidades de ajudar os que estão à nossa volta. Portanto, vivamos o verdadeiro evangelho. Viver o evangelho de verdade é sair do nosso comodismo e amar as pessoas, independentemente de quem são, quais são seus estilos de vida, suas roupas, suas aparências. Jesus vê o nosso interior, por isso, não cabe a nós julgar esses detalhes que só nos afastam cada vez mais de ações que fazem o dia de alguém mais feliz, como foi daquele morador de rua. 

Vamos agir como Jesus agiria no nosso lugar. Afinal de contas, Ele é o nosso maior exemplo. 

Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16:15)


Stéphanie Elise

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O que é a Igreja?

O que é a igreja? (Atos 17:24 e 1 Coríntios 3:16) 
-> A igreja são os filhos de Deus, que foram o corpo de Deus. 
Foi feita a seguinte pergunta para 20 pessoas de contexto pós-moderno: 

O que você pensa sobre a Igreja?

“Clube social cheio de regras!” – Júlia Almeida, Web Design
“Não é a casa de Deus!” – Carlos Júnior, body piercing
“Um local simplesmente” – Cezar Augusto, empresário
“Não sei, nunca freqüentei uma” – Jorge Soares, modelo homossexual
“Máquina de fazer dinheiro!” – Flávio Dias, jornalista
“Problema...” – Mônica e Regina, tatuadoras e lésbicas
“Lugar da ignorância!” – Lana Vargas, arquiteta feminista
“Sistema carcerário!” – Fernando Mendez, ex-presidiário
“Último lugar a se freqüentar!” – Marcos Souza, ilusionista e viciado em pornografia
“Onde se perde a vida!” – Luciano Oliveira, garoto de programa
“Não preciso dela para ter Deus!” – Sônia Garcia, artista plástica viciada em remédios
“Sistema político disfarçado!” – Michelli Lins, artesã bissexual
“Onde Jesus não está!” – Gustavo Lira, ex-participante de rede jovem
“Onde o extremismo reina!” – Paulo Costa, pai solteiro
“Comércio espiritual!” – Vivian e Paula, casadas
“Buuuuuuuuuu” – Érika Nunes, bancária alcoólatra
“Governo de uma religião!” – Marcelo Gomes, ilustrador bipolar
“Fanatismo!” – Júnior Moura, professor homossexual
“Nada contra nem a favor!” – Júlio e Samantha, casal praticante de swing
“Onde um mito se prevalece” – Juliana Cardozo, tatuadora com síndrome do pânico


Nós somos a Igreja!
(Letícia Silva)

É tempo de colocarmos em prática o que temos aprendido com Deus! Vamos deixar a religiosidade de lado e nos voltar para JESUS! Lutando para servir como Cristo!!! Vamos deixar de ser hipócritas e nos tornar verdadeiros Cristãos. Devemos nos preocupar com a vida das pessoas e não com sua aparência ou com o gosto de cada um. Cristo transforma e pode transformar a vida de todos, basta que o conheçam. 
A Igreja de Cristo é cada um de nós, nosso corpo é o templo do Espírito Santo. Muitas vezes nós deturpamos o que CRISTO quer de nós e transformamos a Igreja de Cristo em Igreja dos Homens. 
Nossa segunda a casa se chama igreja onde podemos adorar a Deus e escutar o que Deus tem a nos ensinar, mas ultimamente ando observando que muitos só vão à igreja para ver seus amigos ou paquerar e esquecem o real sentido de estar na igreja. Muitos esquecem que o pastor que esta mediante a nós passou mais de uma semana tentando fazer uma mensagem para levar almas para Cristo. Sabemos que, às vezes, é chato ficar sentando uma hora sem fazer nada só escutando. O sono bate às vezes, mas Deus merece nossa adoração. O que adianta você chegar na igreja na hora do culto e ficar falando com o colega ao lado de coisas que não vão te levar a nada sendo que e o real sentindo da sua vida está na sua frente tentando falar algo para tocar no seu coração? E o pior, quando você não larga esta tecnologia por um minuto, fica o tempo todo no facebook, twitter fazendo praticamente nada, só atrapalhando seu tempo com Deus?! O que custa deixar isto de lado? Enquanto você está vendo suas postagem, atrapalha a muitos que estão do seu lado. Deus tem todo o tempo para você e você não tem capacidade de deixar coisas humanas. 
Se liga no seu Salvador. Que exemplo você está dando? Pense no testemunho daquelas 20 pessoas que tem o sentido deturpado do que é igreja. Quando elas falam aquelas coisas sobre a igreja, elas estão falando de algo do qual você faz parte. Pense que você pode mudar algumas atitudes que vão fazer com que pessoas de fora vejam a igreja com outros olhos.
Temos todo tempo do mundo, portanto, conceda um tempo para Deus, vá para a igreja com um sentimento de alegria, pois você vai ouvir a Deus e o que ele quer te ensinar, seja exemplo para muitos, não seja mais um no meio. Não rejeite aquele te ama (Deus). Ele merece todo tempo do mundo. Pense nisto, cantem com tudo, orem por todos, vivam para Deus verdadeiramente. Seja luz no meio da escuridão; tenha uma vida cristã fora da caixa! Garanto que Deus vai te mostrar coisas que você nunca havia imaginado! 

sábado, 7 de setembro de 2013

Ano de vestibular

Sempre me disseram que o ano do vestibular seria um ano muito difícil. Verdade. Nunca tinha passado por um ano assim. Sempre estudei muito, mas esse ano nem se fala. Comparado aos anos anteriores...

Estudar, estudar, estudar. Manhã, tarde, noite. Essa é minha rotina desde o início do ano. Estudo à tarde no curso, mas não é o suficiente. É preciso ter em mente que para passar é necessário esforço e força de vontade. Estou muito feliz pois todos compreendem o momento que estou passando e me apoiam. Meus pais, minha família e meus amigos.

Bom, muitos reclamam da pressão exercida pelos pais, pelos amigos, pelos professores, pelos familiares. Graças a Deus isso não acontece comigo. A carreira que escolhi é bem difícil de entrar, medicina. Pensei, no início, que seria muito difícil encarar todas as pessoas dizendo que eu não teria vida social, vida familiar, que se eu não passasse teria que fazer tudo de novo ou entrar em outra área, etc, etc, etc. Essas questões nunca me atormentaram completamente. Tento encarar como um desafio.

Nossa vida é feita de escolhas e toda escolha requer renúncias. No ano de vestibular é a mesma coisa. Algumas coisas precisam ser deixadas de lado, pelo menos por um tempo. Não dá para realizar tudo que se quer. Claro que é ruim não sair com os amigos, não assistir a alguns filmes novos, não ficar tanto tempo com a família, e até mesmo saber que enquanto estou estudando, todas as outras pessoas decidem fazer coisas muito mais legais! É preciso olhar para o que virá lá na frente, a recompensa. Todos os nossos esforços valem alguma coisa. É preciso acreditar, para conseguir realizar o que se quer. Não podemos esquecer de Jesus, é Ele que nos dá força, vontade, calma para seguir em frente. Tentar fazer tudo por conta própria, sem a ajuda do nosso Mestre, não dá certo. É preciso foco e saber ser humilde.

Falando em foco, sabemos que Deus deve ser o centro de nossas vidas. Como encarar um ano de vestibular e ter uma vida com Deus? Muitos falam que existe a vida cristã e a vida secular. Não acredito nisso. Nossa vida precisa estar nas mãos de Deus. Ele nos conhece no íntimo (Sl 139: 1-18). Já deixei de ir à igreja muitas vezes esse ano. O cansaço físico muitas vezes já me impediu. Por isso, é muito importante ler a bíblia, ter um tempo em casa para meditar na Palavra de Deus, também.
Não podemos achar que só o fato de ir à igreja é suficiente, porque não é. Quem não tem a vontade de estar com Deus durante a semana e de aprender mais sobre Jesus, sozinho, na sua casa, no momento que chegar uma situação mais complicada, vai desistir. Por isso é muito importante ter um relacionamento profundo com Deus. A falta de conhecimento sobre quem é Deus é o que nos afasta Dele. Não dá para seguir o que não se conhece.

Muitos abandonam a igreja por conta disso. Estão no ano de vestibular e o cansaço, o estudo, a falta de tempo viram desculpas. Deus tem todo o tempo do mundo para nós. Não é possível que não tenhamos tempo para Ele!

O mais importante de tudo: perseverança. Durante esse ano Deus tem me ajudado muito nesse aspecto. Já acordei vários dias com muita vontade de não fazer nada ou de fazer qualquer coisa que não seja estudar. A perseverança é maior do que isso, a vontade de vencer é maior do que isso, tem que ser maior do que isso.

Ah, e se não passar? Se não passar ainda não era a hora. Muitos ficam sem perspectiva depois de uma notícia como esta, mas aconselho: devemos persistir. Deus sabe o que é melhor para cada um de nós e sabe o momento certo para cada coisa.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1

Stéphanie Elise. 

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Jesus chama seus discípulos

Andando à beira do mar da Galiléia, Jesus viu Simão e seu irmão André lançando redes ao mar, pois eram pescadores. E disse Jesus: "Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens". No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram. Marcos 1:16-18

Lemos que Jesus estava andando e avistou Simão e André. A vontade de Jesus é que sejamos salvos e que façamos discípulos. Jesus os chamou. Os irmãos, no mesmo instante, seguiram Jesus. O que isso significa para nós nos dias de hoje?

A todo momento Jesus está nos chamando. Cada um ouve de uma forma diferente. Pode ser por meio da bíblia, da oração, de músicas, de pessoas, etc.
No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram. No momento em que sentimos a presença de Jesus e sabemos que Ele está nos chamando, porque não O seguir? Simão e André no mesmo instante seguiram Jesus, não esperaram nem um minuto. 

Nós não precisamos largar o pecado antes de seguir Jesus. Muitos dizem que precisam largar drogas, álcool, prostituição, cobiça, ódio, desejos, para seguir a Jesus. O texto deixa bem claro que não é preciso nada disso. Jesus veio para os doentes, isto é, para aqueles que precisam de ajuda. Uma vida com Jesus vai ser o remédio para todos esses males. Jesus veio para nos curar.

Ouvindo isso, Jesus lhes disse: "Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar justos, mas pecadores". Marcos 2:17

Não espere para seguir a Jesus.
Stéphanie Elise

terça-feira, 25 de junho de 2013

Vivendo Cristo

Textos base:
2 Timóteo 3:16-17 e 1 Timóteo 2:5-6
https://www.bibliaonline.com.br/

            A bíblia nos foi dada por Deus. Entretanto muitas pessoas não acreditam nisso. Como lidar com essa situação? Bom, primeiramente lemos em Hebreus que a fé é a prova daquilo que não vemos, ou seja, pela fé sabemos que Deus existe e que Ele inspirou homens para escrever um dos livros mais lidos no mundo. Sim, Deus inspirou pessoas como eu e você para escrever a bíblia. A relação de Deus conosco é assim: simples, de confiança e de amor. Deus, através das próprias criaturas, concedeu Sua Palavra para que nós, a qualquer tempo e em qualquer lugar, possamos aprender mais sobre Ele e saber como viver ao Seu lado, que é a Sua maior vontade.
            Então, partindo do pressuposto de que acreditamos na Palavra de Deus, como tem sido nossa relação com a bíblia? Essa é uma pergunta que deveríamos nos fazer com frequência, pois não há reflexão e, se necessário, mudança, se não tivermos algo que nos impulsione a pensar a respeito. Nossa vida em relação à bíblia deve ser uma vida de leitura diária, pois só assim aprenderemos cada dia mais um pouco sobre Deus, em quem acreditamos. Como podemos falar a respeito de algo em que temos confiança se não sabemos bem sobre?! É uma questão fundamental na vida de um crente.
            A bíblia nos foi dada por Deus para fazermos a boa obra. O que seria essa boa obra que o versículo expõe? Bom, a questão é: vivemos ou não uma vida com Deus? Se sim, os frutos das nossas ações são essa boa obra. Muitos dizem que vivem uma vida cristã mas que também tem uma vida secular. O que essas pessoas querem dizer com isto? Penso que nossa vida “cristã” é sempre e em qualquer lugar, sem brechas para uma suposta vida “secular”. Não somos impedidos de ir à festas ou de andar com pessoas que não seguem a Deus. A questão aqui é ser o sal da terra e a luz do mundo como Deus propõe (Mt 5:13-16). Ser diferente para que a luz de Deus brilhe através de nós e que isso seja suficiente para que outras pessoas possam, assim como nós, serem atraídas pelo amor de Deus.

A bíblia nos diz que só existe um Deus e um só mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo. O que significa ser um único mediador? Significa que não existe outra coisa que nos leve a Deus, somente Jesus. Há pessoas que dizem: “Todas as religiões levam a Deus”. Mas, o que elas acreditam ser Deus? O dinheiro? Amizades? Namoro? Família? Pessoas? O que é deus nesse contexto? Se pensarmos dessa forma, a frase dita por elas está correta, porém, está na palavra do próprio Deus que Jesus é o único caminho, a verdade e a vida e que não chegamos a Deus por outros caminhos, a não ser por Seu filho, Jesus. (João 14:6)
No antigo testamento, há passagens que mostram que existia um sacerdote que era o escolhido por Deus para ser responsável por entregar os seus próprios sacrifícios e os sacrifícios do povo inteiro a Deus. Não havia uma relação direta entre Deus e os homens, pois um véu simbolizava essa separação do lugar santo do lugar santíssimo, onde se encontrava a arca, que representava a presença de Deus. Em Hb 5:1-3 lemos que o sacerdote entregava suas ofertas para Deus. O que isso significa? Que ele é pecador assim como eu e você. Quando Jesus morre na cruz (Mt 27:50-51), o véu se rasga ao meio. Pronto, está livre o acesso a Deus, qualquer um pode falar com Ele sem precisar de algo imperfeito para mediar. Isso se aplica na nossa vida. Não podemos deixar que outras coisas sejam nossos mediadores a Deus, como objetos, pessoas, amigos, mas deixar que Jesus seja esse caminho. Precisamos aprender a dar valor ao sacrifício de Jesus por nós. Não foi em vão! Pense nisso! Foi real e foi por você! Foi por amor, perdão, misericórdia, resgate, salvação! Para que você não tivesse que morrer fisicamente e espiritualmente longe de Deus. Uma eternidade sem Deus deve ser algo terrível. Retribua esse amor de Deus por você.
Por último, todos nós acreditamos em Deus porque alguém nos falou Dele. Por isso, o esforço para falar de Jesus para as pessoas deve fazer parte do nosso dia a dia. Viver Cristo é viver para Ele, de forma que todos percebam que somos diferentes e esse algo diferente mudou a nossa vida para sempre e pode mudar a de todos quanto queiram. Leia a bíblia para isso. Estude, se esforce para saber cada vez mais de Deus para poder passar adiante. Deus nos diz que, primeiramente, temos que saber se é realmente isso que queremos e se temos o Espírito Santo com a gente, pois é Ele que convence as pessoas. Depois, precisamos nos preparar para que a qualquer momento possamos transmitir a mensagem da vida eterna.  (1 Pedro 3:15).

Stéphanie Elise

quarta-feira, 6 de março de 2013

Deus é onipresente

Ultimamente ando meio preocupada com os estudos. Ano de vestibular, aquela pressão toda...
Orei a Deus. "Deus, preciso de ajuda, preciso ter tempo para fazer tudo o que tenho para fazer, por favor..." 
Deus é tão maravilhoso. Esse ano, mesmo sendo um ano difícil e decisivo para mim, Deus tem estado comigo a cada minuto. Durante os meus estudos, durante as aulas, durante a ida, a volta, durante o sono (momento que eu descanso e penso): Deus, obrigada por me ajudar sempre, por estar comigo sempre, por ser um Deus presente na minha vida.
A nossa experiência com Deus é o que faz o nosso relacionamento com Ele. 
Deus é incrível. Ele se revela de maneiras tão lindas para cada um de nós!!
Tente experimentar essa comunhão com Deus. Passe (mais) tempo conversando com Ele. 
Dizer que hoje não temos tempo para fazer as coisas por conta do ritmo corrido de nossas vidas pode ser verdade, mas dizer que não temos tempo para Deus é mentira. Deus tem que fazer parte de todos os momentos da nossa vida, da nossa rotina. Sempre arranjamos tempo para aquilo que queremos... Não precisamos marcar um horário para Deus, porque Ele não marca horário para falar com a gente. A disponibilidade de Deus para nós é sempre! Deus tem que estar na nossa rotina. Enquanto dormimos, acordamos, tomamos café, almoçamos, andamos na rua, estudamos, trabalhamos, estamos com a família, com amigos, sozinhos. Em todos os momentos Deus está conosco. Emanuel. 
Faça esse exercício: deixe Deus mostrar que está contigo.
Se você nunca teve uma experiência com Ele, tente. =)

Stéphanie Elise

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

5 lições de Marcos 1


"Aqui começa a maravilhosa história de Jesus, o Messias, o Filho de Deus."

Isaías, um profeta, havia dito que Deus anunciou que enviaria um Filho à terra, mas, primeiro viria um mensageiro para preparar a terra até a chegada do Filho. João Batista era esse mensageiro. Ele morava no deserto e ensinava que todos deviam ser batizados. Várias pessoas iam até ele para serem batizadas. Gente de Jerusalém e de toda a Judéia. João dizia que não era digno de ser escravo do Homem que viria. João batizava as pessoas apenas com a água do Rio Jordão, mas Jesus batizaria com o Espírito Santo, algo muito mais profundo.

Quando Jesus apareceu, vindo de Nazaré, também foi batizado por João Batista para servir-nos de exemplo, pois Jesus, como não tinha pecado, não precisava ser batizado, pois o batismo é o símbolo de uma vida de pecado que foi deixada para traz e uma nova que nasce com Jesus. Logo depois que foi batizado, o Espírito Santo, em forma de pomba disse: "você é meu filho amado, você é minha alegria". Ali, todos puderam ver quem era o Homem do qual João falava.

Depois que João foi preso por Herodes, que era o rei, Jesus foi começar seu ministério na Galiléia. Ele tinha pressa, sabia que tinha pouco tempo até sua morte. Chamou 12 discípulos para andarem e pregarem com Ele as boas novas.

Quando foram à Cafarnaum, entraram numa sinagoga. Lemos que Jesus pregava com autoridade. Isso mostra que Ele era realmente o filho de Deus e que o que falava era real, verdadeiro, não havia enrolação. Essa é a primeira lição que tiramos deste texto. Para falar do evangelho é necessário autoridade, porque assim, as pessoas ouvem e prestam atenção; se sentirão atraídas, pois a pessoa que está pregando sabe exatamente do que está falando. Do contrário, quando falamos ou ouvimos alguém que não sabe o assunto a fundo, reconhecemos a superficialidade, a falta de aplicabilidade. Assim, as pessoas acabam perdendo o interesse.

Na sinagoga entre todos os que ouviam atentamente Jesus, havia um homem possesso de um demônio, que começou a falar com Jesus. Jesus o repreendeu e imediatamente o demônio deixou o corpo daquele homem. Era sábado. Na lei de Moisés, o sábado era um dia para ser guardado, era dia de descanso. Entretanto, Jesus curou, assim como curou, em outros sábados, pessoas que tinham necessidades. Jesus sabia que aquilo era o certo a se fazer. Jesus não deixava a lei acima do amor.

"É correto praticar o bem nos dias de sábado? Ou será hoje um dia para se fazer o mal? É um dia para se salvar vidas ou para destruir vidas?"
Marcos 3:4

Esse é a segunda lição que tiramos. Quando virmos alguém com necessidade, não podemos ignorar. As pessoas precisam conhecer e reconhecer o amor de Deus através de nós, que agora somos os anunciadores das boas novas de Deus.

Achei muito interessante quando li que todos ficaram espantados enquanto Jesus pregava e curava. Eles nunca tinham visto alguém com tanta autoridade que expulsasse até demônio do corpo das pessoas. Eles se perguntavam:
"Que espécie de religião nova é essa?"

Notamos que, para eles, essa mudança que Jesus propôs era literalmente uma mudança. Eram uma situação e uma realidade completamente nova para todos. As pessoas começavam a procurar Jesus para serem curadas de suas enfermidades, pois agora sabiam que havia alguém capaz de fazer isso por elas. A terceira lição que tiramos: Jesus nos cura. É só agirmos como aquelas pessoas, reconhecendo que Jesus tem esse poder e indo até Ele, com fé.

Jesus não fazia nada sem orar. Para tudo Ele falava com Deus. Era algo natural para ele, fazia com prazer. A quarta lição: podemos aprender a ter esse ritmo de oração. Orando sempre, sem cessar e com prazer.

"Orem continuamente." 1 Tessalonicenses 5:17

Jesus queria pregar para todos enquanto fosse possível porque foi para isso que Ele veio.

"Por isso Ele viajava por toda a província da Galiléia, pregando nas sinagogas e libertando muitos do poder dos demônios"

Numa dessas caminhadas, um leproso ajoelhou-se e disse que queria ser curado e acrescentou: se o Senhor quiser. Me lembrei de quando Jesus orou no jardim do Getsêmani se entregando nas mãos de Deus um pouco antes de sua morte: "mas que seja feita a tua vontade, não a minha".

A quinta lição é: além de orarmos incessantemente e com prazer, precisamos entregar tudo nas mãos de Deus. Não ligar para o que as pessoas dizem sobre Deus, precisamos confiar pois sabemos o quão poderoso Ele é.

"Porém Jesus não fez caso dos comentários deles e disse a Jairo: 'Não tenha medo, apenas confie em mim." Marcos 5:36

Jesus curou o leproso e pode nos curar também. A cura de Jesus não é somente superficial, nos fazendo andar e ver novamente; curar uma dor de cabeça, doença de pele, câncer ou qualquer outra coisa. Mas, a cura que Deus nos oferece é espiritual, que nos traz uma vida, não uma vida de mentiras, em que somos movidos pelo mundo, mas uma vida de verdade, com Jesus, que é verdade.

"Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." João 14:6


Lições que tiramos do texto:

·        pregar com autoridade.
·        o amor tem que estar acima da lei.
·        acreditar que Jesus nos cura.
·        orar como Jesus orava.
·        entregar tudo nas mãos de Deus.


Stéphanie Elise

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Conversa com Deus.


Sei que Tu és soberano,
Me conhece desde o ventre materno.
Porque, às vezes, tenho tanta dificuldade
Em deixar minha vida completamente nas Tuas mãos? 

O Senhor sabe o que digo.
O Senhor conhece os meus pensamentos.
Assim como o daqueles salmistas,
Que contigo desfrutaram vários momentos.

Senhor, me ensina a confiar mais em Ti.
Minha vida sem a Tua direção não tem sentido.
É como um navio no mar agitado.
Levado pelas ondas sem destino.

Aprender a confiar em Deus mais e mais.
É o que desejo para a minha vida.
Estar contigo é algo tão maravilhoso.
Quero viver assim todos os dias.

Quero seguir no caminho de Deus: Jesus.
Quero ser luz num mundo em que o mal está presente.
Quero ter um sentido na vida.
E viver contigo eternamente.

Minha filha, entendo o que diz.
É difícil confiar em um Deus que não se vê.
Fique tranquila, apenas me dê seu coração.
Estou contigo todos os dias, te mostrando a direção.

Minha filha, pense no que eu fiz.
Meu sacrifício na cruz foi um presente.
Quero, também, viver contigo.
Eternamente.

Não se afaste de mim.
Você é uma filha querida.
Tão singular para mim.
Te amo. 


domingo, 6 de janeiro de 2013

A sabedoria está aí (Provérbios 1 e 2)


            Os provérbios nos ensinam a viver uma vida sábia. A sabedoria leva ao temor do Senhor. Temor, neste caso, é obediência, reverência, não medo. Deus é o princípio da sabedoria.
Os versículos 4 e 5 do capítulo 1 mostram que os provérbios são tanto para jovens quanto para os mais experientes. A bíblia é o manual da vida. Nela há tudo o que precisamos para viver uma vida sábia ao lado de Deus.

Onde podemos usar a sabedoria na prática?
• Honrar o pai e a mãe é usar a sabedoria. Eles são autoridades que Deus colocou em nossas vidas. Êxodo 20:12.
• Não ceder aos prazeres deste mundo. “Amigo, se as más companhias são uma tentação, caia fora enquanto há tempo”. Esse versículo resume bem a sabedoria que temos que ter em relação aos prazeres deste mundo. Se as pessoas nos chamam para fazer algo que não agrada a Deus, temos que ser fortes e dizer não, mesmo que aquilo seja uma tentação. Isso é ter sabedoria. Temos que ter em mente que Deus é que sabe o melhor para nós. “Porque a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana, e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem.” 1 Coríntios 1:25. Os que não conhecem a Deus, acham que o que fazemos e pregamos é loucura (1 Co 1:18).
            • Buscar a sabedoria como se busca ouro puro. Buscar fervorosamente, até encontrar. A bíblia diz que quando encontramos a sabedoria entendemos como louvar a Deus. Deus dá sabedoria de graça. Somente temos que pedir.
            • Não mentir, não fofocar, não fazer mal às pessoas. Êxodo 20:16.
            • Amar o próximo como a si mesmo e ao seu inimigo. Levítico 19:18.

            A sabedoria está em todo o lugar, desde a bíblia, até as pessoas que tentam nos ensinar algo. Mas, como diz nos versículos 20 a 24, muitas vezes a ignoramos. Temos que buscar ser sábios enquanto há tempo. Quando estamos bem, não procuramos essa sabedoria que vem de Deus. Mas, nos tempos difíceis, procuramos. Deus não quer que seja assim. Deus não quer que o motivo para o procurarmos seja apenas o sofrimento, a dificuldade ou o desespero, mas também nos momentos bons, nos quais achamos que não precisamos Dele.
            Tudo o que fazemos tem consequências. É isso que o finalzinho do capítulo 1 diz. Quando desprezamos a Deus, sofremos os resultados. Mas, se dermos atenção à Deus, estaremos em boas mãos.

            A sabedoria, o conhecimento, o bom senso e o discernimento nos ajudam a tomar as decisões certas e nos trazem ao caminho certo. Se Deus é o princípio da sabedoria, é Ele quem nos conduz ao caminho, que é Jesus.
            Nos últimos versículos do capítulo 2, 16 ao 22, podemos ler que a sabedoria nos livra de coisas ruins. O que a bíblia cita é a sedução. No mundo, há muita gente que peca nesse ponto. A tentação em pecar é forte, mas nós podemos ser mais, pois Deus diz que não há tentação que não possamos suportar.  (1 Co 10:13). E Deus sempre nos dá uma saída. Por isso, a decisão é nossa, de pecar ou não. É difícil, cada um é tentado no seu ponto mais fraco, mas Deus é mais forte do que qualquer mal, do que qualquer coisa que nos faça cair. Então, quanto mais perto de Deus estivermos, mais sabedoria teremos, mais fortes seremos, menos pecados cometeremos. E se pecarmos, pediremos perdão. Deus é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar.

            A sabedoria está aí. Deus está aí. “Eis que estou à porta e bato.” Ap 3:20
Quem quiser abrir a porta, Deus vai entrar. A sabedoria de Deus vai entrar. Só depende de nós.

Que Deus nos abençoe.
Stéphanie Elise.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ano Novo


 “Ano novo, vida nova”
Sempre que um novo ano começa ouvimos esta frase. É importante ter o espírito de renovação. É bom quando pensamos que o próximo ano trará coisas boas, que faremos tal coisa, que alcançaremos metas. Entretanto, a nossa vida passa rápido (Sl 90:10) e não podemos sempre pensar em fazer, mudar, melhorar algo somente quando um novo ano começa. Todo dia é dia de mudar. Todos os dias Deus nos dá a oportunidade de sermos pessoas melhores, de sermos mais felizes, mais amorosos, mais atenciosos, mais persistentes, mais gentis, mais amigos, mais pacientes...

Mas, o ano começou. Temos a oportunidade de melhorar a partir de hoje.

Portanto, faça metas. As metas nos ajudam a cumprir um programa. Sem metas, fica difícil atingir algo que queremos. Precisamos delas para nos fazer querer alcançar os objetivos.

Seja organizado. A organização é uma bela companheira. Tudo fica mais fácil quando sabemos exatamente como realizar as nossas tarefas, os nossos compromissos, os nossos objetivos.

Seja mais atencioso e amoroso. Deus nos ensina a amar. Só podemos amar porque Ele nos amou primeiro. (1 Jo 4:19). Deus é o amor. Quando amamos, estamos falando de Deus e agindo como Ele quer. Estamos cumprindo o mandamento: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Mc 16:15.

Há muitas metas que podemos colocar para as nossas vidas para esse ano. Cada um tem as suas vontades e desejos. Deus também tem os Dele para nós. A minha oração é que os nossos planos sejam os mesmos planos de Deus para nós. Que Deus possa fazer a vontade Dele nas nossas vidas.

Escolhi um versículo para guardar durante esse ano:
"Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá" Salmo 37:5

Gosto muito desse texto, pois fala sobre a confiança em Deus, algo que nos dias de hoje é bem difícil ter. Muitas vezes achamos que podemos viver sem Deus. É estranho dizer isso, mas podemos ver o reflexo disso quando não oramos, não lemos a bíblia, não falamos sobre Deus, não temos vontade de estar em comunhão, etc. Nos sentimos autossuficientes, mas nos momentos de dificuldade sentimos falta de "algo" que nos dê suporte. Esse algo é Jesus.
Escolha um versículo para você este ano. Guarde-o no coração. Deus falará através dele.

Que Deus nos abençoe.
Feliz 2013!