domingo, 3 de setembro de 2017

Respeito

Ao ler os livros de Reis e Crônicas, percebi que muitos dos reis que viveram suas vidas liderando o povo de Deus se desviavam dos caminhos do Senhor e outros que permaneciam firmes, eram responsáveis por quebrar imagens de outros deuses e queimar objetos e qualquer coisa relacionada à adoração desses deuses pagãos.

Essa atitude me lembrou de uma experiência que tive dentro de casa totalmente inversa. Antes de me converter e de aceitar a Jesus como meu Deus, eu não tinha uma religião para seguir, acreditava em Deus, mas não com muita convicção. Minha mãe era católica e tinha uma imagem de são Judas Tadeu em seu quarto.

Então, passamos a frequentar uma igreja evangélica e entendemos mais sobre Deus e sobre a fidelidade a Ele. Não é certo adorar outros deuses ou imagens, é o que Deus nos ensina por meio de sua palavra, a Bíblia.

“Não terás outros deuses além de mim.Deuteronômio 5:7

A partir daí, minha mãe decidiu não ter mais a imagem em seu quarto. Ela poderia fazer como os reis do antigo testamento, que usavam da razão, da noção de um único Deus e agiam com aquele tipo de atitude, completamente “racional”, pensando no certo e errado unicamente. Ela também poderia agir como Jesus no novo testamento, com amor e respeito aos outros que não tem a mesma fé, uma atitude “emocional”, que pensa no próximo, e não apenas o uso da razão, que pode ferir. Ela escolheu a segunda opção.

Fomos até uma igreja católica e ela deixou o santo para outras pessoas daquela fé. Creio que o amor de Deus é isso. É saber respeitar os outros e as outras crenças, mesmo que não sejam as suas, mas amando essas pessoas, pois é assim que Jesus agiria, com amor, não com ações radicais que escandalizassem. Ações radicais proporcionam outras ações radicais, como num ciclo vicioso. Ações racionais, mas que tem um fundo emocional, um fundo de preocupação e amor ao próximo, independente de sua fé, costumes, pensamentos, proporcionam mais ações semelhantes. São essas ações de amor que Deus quer que cultivemos.

E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’
Mateus 22:39

A partir do amor, podemos fazer com que pessoas, que não tem a mesma fé, possam nos ouvir, entendendo melhor como é ter apenas um Deus em suas vidas e como o amor de Deus é suficiente e nos preenche completamente.

O amor de Jesus ultrapassa as religiões. O amor de Jesus é eterno, é perfeito. É com esse amor que temos que contagiar as pessoas, com o amor de Deus!

Que Deus te abençoe.
Stéphanie Elise


Deixo aqui abaixo um texto que escrevi sobre uma cena lamentável que presenciei no dia primeiro desse mês. Que essa cena, juntamente com a mensagem acima, possam nos fazer ser pessoas melhores, que pensam no próximo como pensamos em nós mesmos.



“Hoje, quando voltava da faculdade, já na estação Uruguai, me deparei com uma cena que me deixou muito irritada, de verdade. A porta do metrô tinha sido aberta e as pessoas estavam tranquilamente entrando e saindo simultaneamente, como sempre. Entretanto, um homem, idoso, ao sair do metrô, esbarrou em uma moça, nova, que estava tentando entrar. Não foi descuido. Foi proposital. Ela começou a gritar, porque havia sido quase jogada no chão pela força do empurrão do homem. Sua amiga a ajudava nos gritos desesperados de mulheres que não aguentam mais serem vítimas de violência e nada acontecer a seu favor. O homem não virou. Continuou andando, calmamente, seguindo seu caminho, como se nada tivesse acontecido. Não pediu desculpas. Nenhum sinal de arrependimento. Foi proposital. Senti tanta raiva naquele momento. Ninguém prestou ajuda, a menina foi vítima de um empurrão “desnecessário”, não que outros são, mas aquilo foi ridículo! Não tinha necessidade. Se ele queria espaço para sair, ele tinha, não era esse o problema. Porque ele não se virou e pediu desculpas? Porque a violência contra a mulher, contra o ser humano está tão normal, que não é necessário... porque ele a empurrou? Talvez por ela ser negra? Ah é, esqueci desse detalhe, né? Como se fosse sempre uma justificativa para essas cenas lamentáveis. Ela era negra. Ah, esqueci de mais um detalhe! Havia mulheres brancas também naquele tumulto para entrar no metrô. Porque ele escolheu essa menina negra pra ser sua vítima? Nada justifica o que vi hoje. Para piorar, nenhum segurança do metrô ou qualquer outra pessoa foi ver o que estava acontecendo. Ninguém perguntou se a menina tinha se machucado. Nenhuma humanidade. Fiquei realmente indignada com essa cena e como ela foi vista como normal pelas pessoas ao redor, porque, afinal de contas, ninguém mexeu um dedo para nada naquele lugar. Agora, uma pergunta pra gente refletir: se eu tivesse, por acaso (e era minha vontade, sério), dado um chute “sem querer” ou um empurrão naquele homem, será que as reações seriam diferentes? Será que alguém ligaria? Afinal, eu estaria batendo em um senhor indefeso, né? Que estava somente querendo chegar no seu destino e foi interrompido por um empurrãozinho. Ah, pelo amor, né?! Fiquei e ainda estou indignada. Só não consegui falar com a menina porque a porta do metrô fechou. A última cena que vi foi a menina gritando dentro do metrô, com sua amiga, solidária, que também era negra e sente o que ela sente. Compaixão. Vamos ser mais humanos, por favor? Chega dessas coisas chatas todos os dias.”

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Meio Ambiente: criação de Deus, também

Gênesis 1 e 2:1-4

A criação do mundo foi algo importante para Deus.

“E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.” Gênesis 1:4
“E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas; e viu Deus que era bom.” Gênesis 1:18

Nós, humanos, por sermos criados à imagem e semelhança de Deus não somos tão mais importantes do que os outros seres vivos e não vivos, também.  Cada ser vivo e ser abiótico criado por Deus tem sua importância e espaço no coração Dele.

“E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.” Gênesis 1:21,22

Todos os problemas ambientais, enchentes, devastações de florestas, queimadas, caça, dentre tantos outros são acontecimentos que devemos nos preocupar. Deus nos deu a ordem de sermos responsáveis por sua criação e isso requer amor por cada pedacinho de tudo que existe:

“O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.” Gênesis 2:15
“Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o Senhor Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome.” Gênesis 2:19

Não estamos nos preocupando fortemente com a água, o bem mais precioso criado por Deus, que pode ser comparado ao sopro da vida.

“E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.” Gênesis 1:10

Sem água, não há possibilidade dos seres vivos continuarem vivos. Não estamos prestando atenção às florestas. Muitas delas, hoje, são reflorestamentos, não são naturais do local. Não estamos nos preocupando em preservar o que é natural, o que Deus criou para estar naquele espaço. Muitas vezes replantamos árvores que não são nativas e isso é prejudicial, mas a aparência de que existem plantas prevalece e nos esquecemos de que tudo tem seu equilíbrio e que Deus pensou nisso tudo para funcionar da melhor maneira possível.  Estamos deixando de lado nossas plantas e todos os ecossistemas que foram formados e evoluíram durante tantos bilhões de anos. Deixamos de prestar atenção a partir do momento que o pecado passou a habitar os corações humanos. O pecado nos afasta de Deus e essa distância nos tira o foco do essencial, do cuidar, do amar a criação, pois fazemos parte dela, mas não a tratamos como parte desse conjunto.

“E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.” Gênesis 1:12

Li num livro de biologia um texto sobre explosão demográfica. Segundo alguns estudiosos dessa área, a quantidade cada vez maior de seres humanos é um dos principais fatores que estão prejudicando o meio ambiente e uma das soluções apontadas seria o planejamento familiar. Fiquei pensando sobre família. Deus diz em sua palavra que o homem e a mulher se tornariam uma só carne e que formariam um novo lar.

“Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.” Gênesis 2:24

Hoje, família, casamento, sexo só depois do casamento, tornaram-se obsoletos. Bom, se pararmos pra pensar nisso, todos esses cuidados: relacionamento com uma pessoa fixa, cuidado nas relações sexuais, prevenção do sexo para depois do casamento, quando já se tem uma relação mais estável, são fatores que ajudariam a controlar a quantidade de pessoas povoando a Terra. Com isso, vemos que tudo o que precisamos para viver está na palavra de Deus. Ele criou todas as coisas e as amarrou de tal forma que tudo funciona perfeitamente. Contudo, nós estamos, muitas vezes, afastados da palavra Dele e não conhecemos e aplicamos Seus ensinamentos.  Ficamos focados em ensinar pontos bíblicos mais falados e não aprendemos e repassamos pontos mais “escondidos”, entendimentos que precisam ser interpretados por nós, para que possamos viver melhor nesse mundo que Deus criou e nos deu essa tarefa de cuidar.

Em 2011 a população mundial já era de 7.000.000.000 de pessoas. E em 2013 foi divulgado que 1 em cada 8 pessoas passam fome. Deus forneceu muita terra. Aprendemos a plantar, a fazer agricultura de subsistência, depois a tecnologia foi evoluindo e, hoje, temos máquinas que fazem o trabalho humano, o que possibilitou o alcance do comércio mundial de alimentos, também. Contudo, quem consegue comprar é quem tem dinheiro, condições financeiras favoráveis. As pessoas mais pobres continuam famintas. Deus nos deu terras e estamos especulando, usando agrotóxicos, inviabilizando o uso de muitas delas e deixando semelhantes passarem fome. Será que Deus está satisfeito com essa situação?

“E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.” Gênesis 1:28-30

Outra coisa que se fala muito e não se faz quase nada é sobre o aquecimento global. Ele é real? Não sabemos ao certo porque existem estudiosos que dizem que é apenas uma fase natural da Terra, que se aquece de tempos em tempos, enquanto outros dizem que o aquecimento é real, mas não custaria nada agirmos em prol do meio ambiente, ao qual fazemos parte. O uso de termelétrica, que utiliza o carvão e o petróleo como fonte, é muito poluente, pois libera gases como o dióxido de carbono (gás carbônico) que agrava o efeito estufa. Esse efeito (estufa) foi criado por Deus para permitir nossa vida, sem ele, não teríamos uma temperatura ideal na Terra e morreríamos assim que variasse um pouco. O que estamos fazendo é agravando esse processo natural, assim, as temperaturas sobem mais, trazendo vários prejuízos. Porque não usamos a energia solar? Uma das justificativas: é cara. O ser humano está se preocupando mais com o lucro/prejuízo que vai ter do que com a preservação da sua vida.

Estamos destruindo o nosso planeta – essa é a verdade – e não era esse o plano de Deus. A iniciativa era cuidarmos dessa terra, dos animais, das plantas, dos nossos semelhantes como cuidamos de nós mesmos, com amor, cuidado, atenção, para que tudo continuasse funcionando e trabalhando perfeitamente, assim como quando foi criado. Portanto, sejamos mais cuidadosos, amemos mais os animais e as plantas, cuidemos melhor dos rios, lagos, mares, temperatura, ...
Com cada um fazendo um pouco, ajudaremos a criação de Deus.

“O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.” Gênesis 2:15


Stéphanie Elise

segunda-feira, 27 de março de 2017

Robotização do tempo

"Plantem durante seis anos e façam as colheitas, mas, no sétimo ano, deixem a terra descansar, para que os pobres que vivem no meio de vocês possam comer dela. E os animais selvagens comam o que eles deixarem. O mesmo se aplica às vinhas e olivas de propriedade de vocês. Trabalhem durante seis dias e descansem no sétimo, para que seu boi e seu jumento possam descansar e para que seu escravo e os estrangeiros que trabalham para vocês também tenham o descanso necessário" Êxodo 23:10-12

Esse texto me fez pensar muito em três coisas:
- mandamentos de Deus
- preocupação de Deus com o homem
- preocupação de Deus com a natureza

Lembrei-me dos 10 mandamentos, em que Deus nos diz para guardarmos o sábado a fim de que nos lembremos de Sua criação e possamos nos aproximar Dele. Fazemos isso aos domingos, normalmente, mas penso que Deus nos deu esse mandamento para que possamos sempre reservar um momento para Ele, com o propósito de aprofundarmos nosso relacionamento com Deus. Esse mandamento e esse versículo de Êxodo 23 me fizeram repensar nessa questão da quantidade e qualidade do meu tempo e te convido a pensar sobre o seu tempo também. Esse momento reservado é importante, mas, mais ainda, é preciso que estejamos a todo momento com Deus: enquanto estamos na rua, dormindo, estudando, trabalhando, pensando, comendo, descansando, lendo,... Penso como Deus fica feliz quando nosso dia é todo Dele também, não só as horas que reservamos diariamente.

O princípio fundamental é estar em comunhão, não deixar que outras coisas tomem o lugar de Deus nas nossas vidas. A robotização do relacionamento com Deus é o perigo. O verbo reservar traz consigo a ideia de um tempo finito, que é separado para uma atividade que terá fim em alguns minutos ou horas. Contudo, a vida com Deus é eternidade e o nosso limite temporal da Terra não pode nos fazer esquecer desse fato. Não podemos deixar Deus reservado para uma hora do nosso dia. Temos 24 horas por dia e separamos um tempo mínimo para Deus, que às vezes, nem existe, de tão atarefados que somos no nosso dia a dia. Deus precisa estar em cada uma dessas atividades e tempos do nosso dia a dia. A organização do tempo é fundamental para que nos organizemos e cumpramos nossos objetivos diários, semanais, mensais. Entretanto, Deus quer estar lá também, em todos esses momentos, não só em “horários reservados para a religião”.

Coloque Deus no seu dia a dia, todos os dias, todas as horas, todos os minutos, todos os segundos. Deus é onipresente, mesmo você não percebendo Sua presença, Ele está ao seu lado. O que precisamos é estar afinados nesse relacionamento, para que nosso dia a dia seja mais leve, mais alegre, com mais propósito, e não somente mais um dia como outro qualquer, mais um dia corrido e preocupante, estressante. Quando colocamos nossa vida nas mãos de Deus, Ele nos acolhe em Seus braços de amor e nos guia em paz, nos dando alegria, satisfação, organização, para que o nosso dia renda, seja proveitoso. Tudo isso faz nosso relacionamento com Ele aumentar cada vez mais. Quando sentimos a presença Dele, queremos mais. É algo inexplicável, é paz, é completude. Deixe que Deus faça parte do seu dia, sempre. Não reserve um momento separado, apenas. Guardar Deus em uma caixinha não nos fará aprofundar essa amizade.

Deus quer que descansemos. Ele sabe o quanto trabalhar, estudar, cuidar da casa, de filhos, e tantos outros compromissos nos cansam. Por isso Ele diz: descansa um pouco, tenha um tempo para você dormir, colocar o sono em dia,
"Você poderá se deitar com toda tranquilidade, aproveitar uma boa noite de sono e descansar bem" Provérbios 3:24

deixe um pouco os problemas, resolva depois, não se estresse.
"Confie no Eterno do fundo do seu coração; não tente resolver tudo sozinho" Pv 3:5

Deus sabe o quão falho somos e o quanto o dia a dia nos desgasta, por isso nos aconselha a descansar, não trabalhar, não estudar, não pensar somente nessas coisas diárias que nos tomam tanto tempo. A palavra de Deus não diz para simplesmente deixarmos nossas tarefas de lado porque Deus disse para descansarmos. O importante é sabermos que Ele nos apoia no nosso descanso, Ele sabe que precisamos de uma pausa para que as tarefas diárias sejam produtivas. Use seu tempo de forma sábia, mas descanse, reserve um tempo para tirar tudo de sua mente e relaxar, para que quando retornar, tenha um rendimento muito melhor. 

O que Deus está nos mostrando nesses versículos é que Ele é maior do que essas coisas que achamos tão importantes.
- Ele diz para descansarmos, para não fazermos tudo sozinhos.
- Ele diz que quer estar lá com a gente na hora difícil, no momento complicado das nossas vidas.
- Ele está dizendo que não precisamos passar 23h do dia desesperados, tentando resolver tudo e deixar só 1h do dia para Ele, mas aproveitarmos as 24h ao lado Dele, porque Ele quer está lá conosco, nos ajudando.
Isso é confortante e demonstra o quanto Deus nos ama!

Além disso, Deus se preocupa com a natureza. Ele diz que a terra precisa descansar. Essa palavra de Deus me fez lembrar daquelas plantações que usam o sistema de rotação de culturas, que segundo a Embrapa, "consiste em alternar, anualmente, espécies vegetais, numa mesma área agrícola. As espécies escolhidas devem ter, ao mesmo tempo, propósitos comercial e de recuperação do solo". Deus sabe que a terra precisa descansar e o uso contínuo que o ser humano faz, plantando sempre mais e mais, sem deixar a terra renovar seus nutrientes, atrapalha a saúde do solo, podendo prejudicar futuras plantações e, consequentemente, a vida dos que dependem delas e de animais que se alimentam dessas culturas.

O ser humano faz parte da natureza, precisamos dela para comermos e sobrevivermos, entretanto, não estamos cuidando com atenção desse bem precioso que Deus nos deu. É importante termos a consciência de que Deus, que governa todo o universo, nos deixou essa tarefa, de cuidar da natureza e preservá-la. Por que existem pessoas que desmatam por dinheiro? Que traficam animais por dinheiro? Que colocam muitos produtos como agrotóxicos para produzirem mais por dinheiro? Porque o dinheiro é, para muitos, um outro Deus e sabemos que não podemos seguir a Deus e ao dinheiro, não podemos seguir a dois deuses ao mesmo tempo.
"Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro". Mateus 6:24

Precisamos colocar Deus na nossa rotina, no todo do nosso tempo. Precisamos cuidar da natureza, das plantas, dos animais, dos solos, porque eles fazem parte da nossa vida, do ecossistema criado por Deus e que estamos inseridos. Não podemos servir a dois deuses. Deus é perfeito e preenche todo o espaço do seu coração. Não deixe que outro deus falso preencha esse espaço que pode ser de Deus, para que Ele dê sentido à sua vida.

Todos os tópicos dessa mensagem incluem o tempo com Deus. Quando vivemos com Ele e para Ele, as coisas fluem nas nossas vidas: passamos a ter uma rotina mais calma, com Deus ao nosso lado, nos ajudando em tudo que precisamos e conseguimos sentir Sua presença porque nosso vínculo com Deus passa a ser fortalecido em todos os momentos; passamos a descansar em Deus, deixando nossas tarefas e compromissos para os momentos certos a serem resolvidos e aprendemos a entregar nas mãos Dele aquilo que não somos capazes de resolver e prever, além de tudo que envolve nossa vida, confiar em Deus passa a ser nosso cotidiano cada vez mais presente; aprendemos que a natureza e tudo que está relacionado a ela é de fundamental importância, pois foi Deus que criou, e como sua criação, não deve ser menosprezada, pelo contrário, precisa ser preservada.

A palavra de Deus é muito rica. Ele sempre tem algo novo a nos ensinar. Basta temos vontade de ler e de aprender cada vez mais com Deus.

Que Deus nos abençoe
Stéphanie Elise

domingo, 29 de janeiro de 2017

Conduzidos por Deus

"Os israelitas gemiam e clamavam a Deus sob o regime da escravidão. E o pedido de libertação dos trabalhos forçados chegou a Deus" Ex 2:23

"E o Eterno disse: faz tempo que venho observando a aflição do meu povo no Egito. Ouvi o povo clamar por livramento das mãos dos seus senhores e conheço muito bem o sofrimento dos israelitas. Agora desci para ajudá-los, para livrá-los do domínio do Egito, tirá-los daquele país e levá-los para uma terra boa, ampla, cheia de leite e mel, hoje habitada por cananeus, hititas, amorreus, ferezeus, heveus e jebuseus" Ex 3:7-8

No meio daquele sofrimento todo no qual os israelitas estavam vivendo como escravos, eles começaram a orar, clamar a Deus por livramento, para que Deus fizesse algo para ajudá-los. 
Não podemos ser autossuficientes. Devemos orar. As coisas saem do nosso controle porque não temos a característica de onisciência, não temos a capacidade de ver o futuro nem saber que caminho tomar em 100% das vezes. Por isso, é necessário o autoconhecimento e humildade para termos noção disso e o entendimento de que só Deus pode controlar tudo de cima, não temos como resolver tudo sozinhos. Não somos mini-deuses. Lembro-me sempre de uma imagem contata pelo pastor da minha igreja: quando ele viajou de avião pelo estado de Minas Gerais, viu as imensas montanhas como pedrinhas, aquelas que, quando observadas do nosso ponto de visão são tão grandes e quando vistas lá de cima, tão pequenas... Deus vê nossos problemas como aquelas montanhas: para nós parecem gigantes, mas para Deus são pequenas. Devemos, portanto, entregar tudo nas mãos Daquele que sabe de todas as coisas. E confiar.

Devemos orar porque Deus ouve as orações. Muitos acreditam que a oração não é válida porque não funciona, porque Deus nunca responde ou demora a responder. Os versículos lidos mostram a onipresença, onisciência e onipotência de Deus, que já estava vendo a situação do seu povo fazia tempo, mas que naquele momento em que o povo orou, Deus resolveu agir porque viu que o povo estava O reconhecendo como Senhor e que precisava da ajuda Dele; reconheceram que não eram os tais mini-deuses que muitos de nós queremos ser ou, sem querer, buscamos. Isso significa que Deus sabe tudo que acontece na nossa mente e coração e, por isso, Ele quer que confiemos Nele, que coloquemos tudo em Suas mãos. Creia que Ele sabe tudo e sabe quando agir.

Devemos esperar Deus agir, confiantes na Sua ação. Não precisamos colocar obstáculos para a ação de Deus. Havia muitos povos vivendo na terra que Deus prometeu, isso significava que o povo de Deus precisaria enfrentar esses outros povos para que pudesse entrar na terra prometida. Isso poderia servir de desculpa para quererem permanecer na inércia, onde é confortável, e foi isso que aconteceu. O povo se revoltou contra Moisés várias vezes, dizendo que preferia morrer no Egito, que era melhor ter ficado lá no Egito como escravos do que passar fome, sede ou ter que enfrentar vários exércitos e morrer ali no deserto. Deus sabia disso, assim como sabe dos nossos limites e como eles se tornam barreiras intransponíveis para nós, muitas vezes. Entretanto, nada melhor do que uma mãozinha de Deus para nos ajudar a pular essas barreiras e continuar nossa jornada. E é isso que Deus estava propondo para o povo e para nós também, uma caminhada com Ele, que trará alegrias infindáveis para nós, mesmo que tenhamos que passar por mares e desertos assustadores.
Lembrando que para Deus, nossas montanhas são como pedrinhas.

Deus está com a gente nesse caminho, o único caminho que nos leva à eternidade ao lado Dele.
Que possamos deixar Deus nos conduzir.

Stéphanie Elise.