sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Semelhante a uma criança!





















Então disse Jesus: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos Céus pertence aos que são semelhantes a elas.” (Mateus 19:14 - NVI)

Para receber o Reino dos Céus como uma criança, é preciso ter as características próprias de uma criança; pois elas são puras. Porém, observamos atos de pecado nas crianças, quando, por exemplo, uma coloca o pé na frente da outra para que ela caia; ou quando uma bate na outra por algum motivo.

Então, como podemos receber o reino de Deus como uma criança, se elas também pecam?

O pecado é uma característica natural do ser humano, pois ele nasce com o pecado e mesmo que ele queira fazer o bem, ele acaba fazendo o mal. (Romanos 7:21 – Bíblia Viva)

Contudo, as crianças possuem características puras e simples. São sobre essas que Deus está falando.

• Dependência: toda criança depende de seus pais. Uma característica simples, porém, importante. Nós precisamos ser dependentes de Deus em todas as áreas de nossas vidas, como uma criança depende totalmente de seus pais.

• Confiança: toda criança confia plenamente em seus pais. Quando vão atravessar a rua, prestam atenção em seus pais para saberem a hora certa de atravessar. E nós temos que confiar em Deus sempre, em todas as circunstâncias, pois Ele sabe o que é o melhor para cada um de nós e sabe como nos conduzir pelo caminho correto, como um pai conduz seu filho ao atravessar a rua.

• Humildade: toda criança é humilde. Elas falam o que pensam, sabem se expressar sobre alguma coisa que não as agradou. Tem uma postura de humildade perante seus pais. Sabem que são submissas a eles e os respeitam. Temos que aprender a ser humildes diante de Deus e temê-Lo.

• Alegria: toda criança é alegre, fazem tudo com alegria, sempre felizes e aminadas. Jesus também foi assim: gostava de participar de festas com seus discípulos. Devemos nos manter assim na presença de Deus: felizes por estar com Ele.

Essas são algumas das características das crianças que temos que refletir e buscar seguir.

Deus quer que sejamos como as crianças. Pois aos que são semelhantes a elas pertence o reino dos céus.

Que possamos aprender com elas.

Jesus te abençoe.

Stéphanie Elise.

(Texto adaptado da mensagem do pastor Israel Belo de Azevedo, da Igreja Batista Itacuruçá - Tijuca, em seu programa dominical – 7hs – na rádio bandeirante, AM 1360).

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O Perdão

Texto base: Lucas 15:11-31 (Parábola do filho pródigo)

Introdução


Ultimamente eu e meu irmão temos brigado muito e por vários motivos.
Mas, lendo esta parábola vi que nós não estávamos seguindo três princípios que aprendi nesse mesmo texto bíblico. São eles:


Arrependa-se e peça perdão.
Quando nós brigamos, discutimos, sempre achamos que somos os certos. Mas, se pararmos para pensar no motivo que levou à discussão e o que nós falamos, percebemos que nem sempre estamos certos em nossas opiniões. Portanto, temos que reconhecer nossos erros, pois só assim vamos nos arrepender e pedir perdão, como na parábola ensinada por Jesus, que nos conta a história de um pai que tinha dois filhos, que herdaram cada um sua parte da herança. O filho mais novo foi para outra região e gastou tudo o que tinha vivendo irresponsavelmente. Depois de ter gasto tudo, teve uma grande fome naquela região e o filho começou a passar necessidade. Tentou conseguir comida cuidando de porcos para um cidadão da região, mas não conseguiu nada. Então, percebeu que tinha cometido uma besteira e pensou que poderia voltar para a casa de seu pai e viver como um empregado, já que na casa de seu pai os empregados tinham o que comer.
Arrependendo-se, voltou para casa, já que havia pecado contra Deus e contra o seu pai. E, então, pediu perdão. O filho mais novo reconheceu seu erro e voltou, arrependido, para pedir perdão ao seu pai. Esse, quando o viu, o recebeu de braços abertos.


Perdoe.
Em Marcos 11:25, Jesus diz que quando nós estivermos orando, se tivermos alguma coisa contra alguém, é para perdoarmos essa pessoa para que Deus também perdoe nossos pecados.

"E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas." Marcos 11:25

Na parábola, o pai perdoou seu filho e preparou uma grande festa para ele, comemorando sua volta, além de matar um novilho gordo e pedir aos servos que colocassem em seu filho a melhor roupa, um anel e calçados.
Precisamos aprender a perdoar, mesmo sendo difícil, pois todos nós erramos desde que nascemos (salmo 51:5) e necessitamos de perdão! Perdoar nos ensina que somos iguais aos outros seres humanos, pois erramos. Ser humilde e entender que precisa pedir perdão e perdoar é algo que agrada muito a Deus.


Não seja invejoso.
Em Marcos 7:20 a 23, Jesus diz que a inveja, dentre outras coisas é um mal que vem de dentro do coração do homem e que o torna impuro.
Ou seja, a inveja vem do coração do homem e não do coração de Deus. Se andarmos segundo a vontade de Deus, nós vamos reconhecer o que vem de nós e o que vem do Pai. Ele não aprova quando pecamos e, por isso, morreu naquela cruz por nós, perdoando todos os nossos pecados. Dessa forma, se reconhecermos os nossos erros e pedirmos perdão, Ele nos perdoa, pois nos ama! Jesus é amor.
Na parábola, o filho mais velho teve inveja do irmão, pois nunca teve uma festa como aquela do seu irmão, porém ele tinha tudo o que necessitava, pois tudo o que era de seu pai, era dele também.
Aprendemos que não temos que ter inveja, pois muitas vezes queremos ter o que as outras pessoas tem, porém, não percebemos que temos aquilo que é necessário e que nos é dado por Deus.


Conclusão
Por isso, quando você brigar com um irmão, ou discutir com um amigo, pense no motivo que levou a isso.
Arrependa-se, reconheça que errou.
Peça perdão a ele e também a Deus, pois como está escrito em Salmos 103:3, “O Senhor perdoa todos os nossos pecados.”

Perdoe mais!
Não seja como o filho mais velho da parábola, que guardou rancor em seu coração. Perdoar é esquecer o que te causou mal.
Por isso, Perdoe mais!

E por último...
Não tenha inveja das pessoas.
Pense que tudo o que você tem é dado por Deus e é o que você necessita, igual às outras pessoas.

Arrependa-se e peça perdão...

Perdoe...

Não seja invejoso...

Que Jesus possa te abençoar através da Palavra Dele, e que ela toque no seu coração na hora certa!

Stéphanie Elise